Motivação no Trabalho: O que é e como encontrá-la

Motivação no trabalho é o elemento perseguido com unanimidade entre gestores e líderes. Porque todos querem trabalhar com uma equipe motivada, comprometida e consequentemente, mais produtiva e afinada. Mas saber motivar é uma arte, que envolve dedicação.

Construir competências que estejam alinhadas à missão e superar gaps de comportamento são características de uma organização que aprende. Para focar em crescimento e melhoramento contínuos é preciso engajar e estimular as pessoas.

Você realmente sabe motivar sua equipe?

Oferecer desafios que façam funcionários sentirem-se colocando suas melhores habilidades em prática.  Os motivos para ação – motivação no trabalho – estão ligados aquilo que incita a superar-se. Que faça você entrar em um estado pessoal onde suas melhores habilidades sejam instigadas a serem colocadas em prática. Como resultado, isso gera um  sentimento de elevação que fortalece a autoestima e chama a ir mais à frente.

O psicólogo Mihaly Csikszentmihalyi, ex-chefe do departamento de psicologia da universidade de Chicago, chamou esse sentimento de Flow ou estado de fluxo.

Tratam-se daqueles momentos em que você está totalmente focado no que faz e tem segurança total que suas competências técnicas e habilidades dão conta do recado. A sensação de estar sendo desafiado em suas capacidades gera concentração, foco e um bem estar extraordinários. Entenda melhor sobre o assunto aqui.

A motivação interna está muito mais relacionada à vontade de aprender e curiosidade do que a recompensas materiais. Instigar pessoas a expandirem suas competências, promovendo suas ideias e as conectando ao propósito maior da organização é um caminho certo para a motivação. Pense comigo: Ao ver que seu insight e ponto de vista individual foi valorizado e posto em prática, quem não irá sentir-se entusiasmado?

Motivação no trabalho: responsabilidade individual

Saiba que manter que manter a motivação no trabalho também é uma responsabilidade individual. Se você não está feliz onde está, precisa definir metas e objetivos que o façam seguir em frente. É difícil manter a disposição quando não se sabe onde quer chegar.

Precisamos ver sentido no que fazemos, e se não se investiga o propósito individual, as coisas parecem não se encaixar ao certo. Ficamos com a sensação de sermos inadequados e de estarmos fora de contexto. Você já se sentiu assim?

Não é todo mundo que já encontrou seu propósito e estado de flow e o vivencia plenamente no dia a dia. Isso é um processo, uma construção. O local em que você trabalha nem sempre irá estar consciente de como motivá-lo. Aí vem a sua responsabilidade com as próprias metas e propósito. Porque quando se tem claro quais seus objetivos, as outras atividades, por mais chatas que pareçam, começam a fazer muito mais sentido.

Portanto, é preciso definir metas próprias e saber que o que fazemos hoje é um degrau para alcançar estes fins. O sucesso vai muito além de coisas materiais. É quando nos dispusemos a vivenciar aquilo que está alinhado aos nossos valores. Eu falo um pouquinho sobre isso aqui.

Motivação no trabalho – as empresas precisam estar atentas

Empresas querem contratar profissionais motivados. Ultrapassamos o conceito de trabalho como algo mecânico e repetitivo da era industrial para algo que envolve conhecimento e criatividade. Para isso, gestores e rh precisam entender que funcionários são seres humanos, com questões internas e necessidades emocionais que precisam ser atendidas.

Para perseguir alta performance é indispensável desafiar a colocar em prática expertises e know-how. E criar um ambiente de confiança onde sintam-se seguros a empregarem o que sabem e trazer a tona suas melhores ideias.

Acima de tudo, inovação e criatividade estão intimamente ligadas a estes espaços de confiança. Assim, aquelas organizações que queiram elevar sua performance precisam alinhar expectativas individuais – propósitos e objetivos de cada um – e saber aplicar seus talentos e habilidades de forma a instigá-los a superarem-se a cada dia.

Seres humanos são atraídos por desafios. Portanto, líderes são desenvolvedores de competências comportamentais, o que envolve fortalecer a autoestima e dar segurança aos seus liderados. Porque ser desafiado em suas melhores habilidades garante o sentimento de autovalor e de superação, além de mobilizar a energia criativa da equipe, gerando resultado e aquele clima bacana, que faz tudo ficar mais fácil.

Dicas para aumentar a motivação – sua e de seus funcionários

Defina seu propósito

Os propósitos e visões compartilhadas manifestam-se a partir de propósitos individuais. Por isso, seja você empregado, empresário ou profissional liberal, precisa investigar os seus motivos para ação – ou seja, seu propósito. Porque somente tendo a consciência de seus valores – e de sua empresa – e trabalhando a partir deles irá poder definir metas que façam sentido e o desafiem. Pergunte-se pelo que trabalha e de quais valores não abre mão. Como resultado, a motivação no trabalho acontece.

Saiba onde quer chegar. E trace um plano

Certamente para alcançar a motivação no trabalho, você precisa saber onde quer chegar. Porque quem não sabe para onde vai, qualquer lugar serve. Objetivos desafiadores, que estimulem seu propósito e as suas competências individuais irão mantê-lo instigado a ir em frente. Ainda mais se você os estratificar em pequenas metas que sejam alcançáveis a curto prazo. Porque metas inalcançáveis são o melhor caminho para a desmotivação. Assim, defina objetivos e metas que estejam dentro das suas possibilidades e escreva-os no papel. Já é provado pela ciência que quando você organiza suas ideias no papel, a probabilidade de tornar suas intenções reais é muito maior. Se você é gestor, construa planos junto a sua equipe e os desafie a colocá-los em prática, alicerçado por seu propósito. Porque quando pessoas com forte senso de propósito e consciência de sua missão se encontram para buscar um objetivo em comum, tornam-se uma força impressionante para alcançarem o que desejam

Tenha em mente suas habilidades – coloque-as em prática

Parece que reconhecer as próprias habilidades é coisa de pessoas arrogantes. Mas não é. Arrogância é quando você precisa diminuir outras pessoas para se sentir forte. Quando você tem consciência das próprias habilidades, a autoestima se consolida e você reforça sua segurança interna e, consequentemente, sua motivação. E tem condições de inspirar e levantar a moral das pessoas ao seu redor. Invista na consciência de suas habilidades. Aproprie-se delas e tente sempre as colocá-las em prática. Habilidades são como músculos que precisam ser exercitadas para se fortalecerem. Como resultado, você irá sentir-se cada vez melhor com você mesmo e, consequentemente, mais motivado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *