Liderança no trabalho: influenciar é engajar

Gustavo é um cara muito bom no que faz. Entrega um trabalho excepcional, cumpre prazos, acompanha reuniões. Faz relatórios super completos e traz as melhores ideias para as reuniões. Seus supervisores o qualificam positivamente em praticamente todas avaliações periódicas. Com base em seu empenho, interesse e dedicação, mesmo com pouco tempo de empresa, Gustavo é promovido como líder de uma equipe.

Aí tudo começa a desandar.

Isso porque Gustavo tem ótimas competências técnicas, mas não sabe influenciar. Está preso ao conceito de que para liderar, é preciso comandar e controlar. Seus colegas não aceitam suas imposições e criou-se um abismo na comunicação entre eles. A equipe está desmotivada e ele não tem a mínima ideia de como reverter a situação.

Gustavo não contava com o fator número um quando se fala em liderança: o conhecimento humano. O patamar de exigência de clientes e compradores aumentou muito. Uma organização só consegue alcançar a excelência através de uma gestão humanizada.

Aquela que sabe que pessoas não são máquinas e que precisam sentir-se parte da estratégia e tomada de decisão para se engajar. Neste link aqui você pode ter um exemplo do que estou falando.

Para liderar é preciso saber inspirar a ação. Criar um clima de confiança e cooperação, onde todos possam se sentir parte. A personalidade de um líder que inspira positivamente é crucial para ter bons resultados. Saiba mais aqui.

Alinhar expectativas e propósitos individuais as metas e objetivos do grupo é uma construção que leva tempo. Algo que precisa de dedicação permanente de um líder, que deve estar disposto a aproximar-se e ouvir com humildade.

E isso só se consegue com inteligência emocional. Quem não a desenvolve, tem dificuldade em se relacionar no dia a dia. Extravasa isso nos bloqueios de comunicação com a equipe. Imagina o quão difícil é colocar o máximo de seu potencial em uma atividade se você tem medo da reação de seu chefe. Complicado né?

Fazer emergir e progredir potencialidades individuais, valorizando ideias e estimulando pessoas a crescerem em todos os aspectos. Cuidar dos propósitos individuais e alinhá-los com o propósito e objetivos maiores da instituição. Dar a certeza e a segurança que as habilidades individuais estão sendo postas em prática para alcançar um bem maior, que beneficiará a todos. Essas são algumas das características dos líderes que influenciam e tornam-se fontes de inspiração para quem anda ao seu lado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *